Slide

Você se foi, e eu fiquei

quarta-feira, fevereiro 01, 2017

 você-se-foi-e-eu-fiquei 

Foto: @brandonwoelfel


É tão irônico pensar, que no outro dia, estávamos os dois sentados nesse sofá assistindo uma série qualquer. Dando risadas, compartilhando uma barra de chocolate, as cobertas e o amor. De repente não era mais eu, éramos eu e você. Era como se antes de tudo isso, eu não soubesse caminhar com as minhas próprias pernas sem você lá pra me segurar caso eu caísse. Eu não sabia e não queria mais lembrar como era lavar a louça sem você me abraçando o tempo todo ou fazendo cócegas até eu implorar pra parar. Era como se eu não existisse antes de nós.

Nós fizemos planos, daqueles bem bobos, tipo terminar todas as temporadas de uma série em 2 meses. E até aqueles maiores, do tipo fazer um mochilão pelo mundo e ter o privilégio de ficar em uma prainha isolada, só nós dois. Lembra quando contávamos os dias para poder passar o final de juntos? E como foi a primeira vez em que você disse "eu te amo", me deixando sem palavras e sem reação?

Você me deixava assim, olhando pro nada, pensando em como eu era feliz em ter você ali. Me fazia ter vontade de escrever dezenas de textos falando sobre o seu sorriso ou o seu abraço apertado. Me fazia a todo momento procurar um motivo ridículo pra falar de você para meus amigos ou colegas de trabalho. 

Já reparou no que uma pessoa é capaz de causar na gente? Arrepios, tremedeira, coração acelerado... é louco, não é? Pensar que alguém que surge assim, do nada, é capaz de mudar completamente o nosso dia e o rumo da nossa história. Como um bater de asas, chega silencioso, despretensioso. E de repente, nos faz ter vontade de voar também.

Eu já passei noites em claro, pensando em todos os nossos dias juntos. É que você foi tatuagem em mim, e eu fui apenas uma pincelada que logo virou borrão em ti. Escrevi de caneta, você preferiu o lápis. É mais fácil de esquecer, eles dizem. Eu já tentei de tudo: corretivo, rasguei os papéis, as cartas e as lembranças. Mas parece que nada quer ir embora.  Parece que não devo e não posso sair do lugar.

Você se foi, e eu fiquei. Você levou consigo meu coração, meus sorrisos e minhas cartas. Levou todo aquele amor que jurava ser eterno. Laço que não desatava. Bem, desatou. E eu juro que já tentei de tudo, mas continuo aqui, tentando me convencer que posso amarrá-lo de novo. Você levou a fita embora, levou tudo, menos eu. Você se foi, e eu fiquei. Eu só espero, meu bem, que em breve eu possa ir embora também. E dessa vez, não vou levar nada junto - somente um livro vazio esperando para ser preenchido por novas histórias.

Leia também

10 comentários

  1. Teus textos enchem meu peito de recordações e, consequentemente, saudades. Coisas boas - ou, até mesmo, ruins - que aconteceram no meu passado e deixaram suas marcas, que deixaram saudade. Já me vi nessa situação, que a pessoa se foi e eu fiquei, achando que nada seria bom de novo, pois a pessoa quem fazia isso. No fim, descobri que eu poderia, sim, ser feliz por mim mesma. Que só dependia de mim. Então, deixei o passado pra trás, permitindo que virasse apenas boas lembranças e saudades.

    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, que linda! Fico feliz em saber que te faço ter algumas recordações. E sim, temos que deixar o passado para trás - mesmo que doa muito - e seguir em frente para sermos felizes. Não vamos superar se ficarmos no mesmo lugar, né? De qualquer forma, não é fácil.

      Beijos!

      Excluir
  2. Que texto lindo (e triste)! Porém muito real.

    ResponderExcluir
  3. Seu texto me fez lembrar de todos os textos que já escrevi para os amores que se foram. Muitas vezes, quem ficou, fui eu. Fiquei com as músicas, as fotos, os poemas, os textos... Depois de um tempo, eu também fui. A gente passa, a vida passa. Recomendo para esses momentos, recomendo: Eu esqueci você - Clarice Falcão

    Nuvem de Novembro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também, Isa. Já passei por isso várias vezes. A gente acaba guardando tudo lá no fundinho, né? Até um momento em que a gente também vai embora, e é confortante saber que tudo passa. Acabei de ouvir a música, e a letra dela é maravilhosa <3 Amei!

      Excluir
  4. Seus textos tem muito de muitos relacionamentos. Das entregas, dos arrependimentos, das dúvidas que restam após os términos. É como se você unisse vários sentimentos confusos e saísse em palavras encadeadas minimamente o que se passa. Texto lindo! Senti a felicidade das recordações, a dor pela perda e a esperança de dias melhores.

    "É que você foi tatuagem em mim, e eu fui apenas uma pincelada que logo virou borrão em ti. Escrevi de caneta, você preferiu o lápis."

    Com carinho,
    Conto Paulistano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, que lindo! Muito obrigada, eu fico muito feliz sabendo que se identificou tanto, sério <3

      Beijos.

      Excluir
    2. Seu texto simplesmente definiu um relacionamento que eu tive um tempo atrás e depois de ler essa crônica eu fui ler a outra " Não me leve a mal, é que eu estou bem assim" que também definiu como eu estou agora. Muito obrigada por ter escrito ele, foi muito importante eu ler e percebe o quanto eu mudei.❤

      Excluir
    3. Seu texto simplesmente definiu um relacionamento que eu tive um tempo atrás e depois de ler essa crônica eu fui ler a outra " Não me leve a mal, é que eu estou bem assim" que também definiu como eu estou agora. Muito obrigada por ter escrito ele, foi muito importante eu ler e percebe o quanto eu mudei.❤

      Excluir

Postagens Populares

Inscreva-se