Slide

Por que eu desisti de você

quarta-feira, junho 01, 2016


Eu sempre procurei motivos pra insistir em você. Pra pensar que estava tudo bem, sabe? Talvez este tenha sido exatamente o motivo principal para eu dizer "chega". Nós não devemos procurar razões para continuar com alguém. Se começamos a fazer isso, é porque já terminou. Só precisamos conseguir fechar a porta sem olhar pra trás.

Eu desisti de você porque eu não aguentava mais fingir que estava tudo bem. Eu desisti porque eu não queria mais conversas forçadas, abraços vazios e coração sem saudade. A única saudade que eu tinha era do início, do nosso tempo bom. O que mais transbordava ultimamente era vontade de ser algo que já não nos cabia mais sê-lo.

Eu desisti porque eu havia perdido a coragem de molhar os cabelos na chuva nos fins de tarde. Porque eu havia me trancado em uma redoma da qual eu não conseguia sair. Porque eu cansei das discussões sem motivo, do meu grito contido no travesseiro todas as noites e das lágrimas enxugadas à força. Eu cansei de ver o café esfriar porque você não se importava mais em me fazer companhia nas primeiras horas da manhã.

Nós fomos emudecendo pouco a pouco, como quem aprende aos poucos a lidar com uma perda. De forma sutil, percebi que repousar a cabeça no teu peito já não fazia o coração leve como fazia antes. Olho nos teus olhos vazios e não vejo nada, exceto uma vontade enorme de ir embora e deixar comigo apenas as lembranças.

Hoje eu desisti de você. Da gente, dos nossos sonhos, dos nossos planos. Eu sei que outrora eles faziam todo o sentido do mundo. Mas é que hoje nada mais faz. Nem você, nem eu. Eu adoraria te encontrar por aí e dizer que eu sinto muito, que nós vamos dar certo. Mas de sintonia nós já não temos mais nada. Não há nada que me prenda, e sim tudo que me liberte. Por que eu desisti de você? Porque você não hesitou em desistir de mim.


Leia também

6 comentários

  1. Belo texto, amei!
    www.blogsweetchic.com.br

    ResponderExcluir
  2. "Por que eu desisti de você? Porque você não hesitou em desistir de mim." Preciso dizer que foi um brá na minha cara? Como sempre, texto maravilhoso <3

    www.poracasobia.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own, muito obrigada Bia Fico feliz que tenha gostado =)

      Excluir
  3. Quantas vezes nós insistimos, né? Com meus relacionamentos eu só aprendi isso, que tá no teu texto: Quando a gente se pergunta, pergunta ao Ser Maior, pede uma resposta se é com essa pessoa que a gente deve estar, se está certo, aí então tudo já pode acabar. Acho que é a nossa mente querendo dizer pra gente que não é pra gente passar por isso, que não devemos sofrer, estar ali, que tem alguém esperando por nós, mas a gente insiste em estar, insiste em chorar, em se apegar nas lembranças boas ou em promessas.
    Eu e meu namorado vamos fazer 7 meses, dia 13. Nunca perguntei se ele era o cara certo, por que ele é (nunca chorei, nunca fui tão feliz). Adorei o texto, frô!

    Sucesso! Com carinho, Menina Borboleta.

    http://meniborboleta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, Helena. Acho que a partir do momento em que começamos a nos questionar sobre o nosso relacionamento, algo está errado. Se estivesse tudo bem, nem pensaríamos sobre isso.
      É exatamente assim como tu disse, quando é o cara certo, simplesmente nem pensamos se é ou não. Ele apenas é <3
      Muito obrigada pelo carinho e pelo comentário!
      Beijos.

      Excluir

Postagens Populares

Inscreva-se