Slide

Letras do Leitor | A Vida Não é Como a Gente Sonha

sábado, março 26, 2016


Oi meus amores! Como vocês estão?

A Lwana Borges, do blog Luxando com Letras, me enviou um texto essa semana que eu não poderia deixar de postar. Acho que muitas pessoas vão se identificar com a situação relatada. Espero que gostem, e Lwa, muuito obrigada por participar <3

"Não vai ser fácil esquecer tudo que você me disse naquele dia, por mais gentil que foi, fiquei magoada do mesmo jeito, talvez um pouquinho menos. Foram tantas explicações, satisfações e respostas que fiquei sem reação, e não consegui falar quase nada. Planejei tantas frases, uma melhor que a outra, só pra tentar explicar o que eu estava sentindo, ensaiei caras e bocas em frente ao espelho, escolhi uma roupa não muito normal e estava decidida, mas não o via em lugar algum, e meu plano maluco não fazia mais tanta diferença assim, como se eu já soubesse o que estava por vir. No fundo eu sabia. Só não queria acreditar.

Do nada, essa história virou uma bagunça, as coisas começavam a se encaixar, mas de uma forma dolorosa, eu não estava gostando nada daquilo e comecei a sentir uma raiva gigantesca, de você, de mim, dela, e de todo o resto. Me senti usada, e não aceitava de maneira alguma o fato de você ter mentido pra mim, afinal sempre fomos amigos, antes de tudo. Depois de muitos maus entendidos e desencontros, sentamos para conversar, confesso que congelei por inteira na sua primeira frase, porque aquilo era um adeus, e mais um pedaço de mim estava prestes a ser arrancado, como sempre.

A cada vez que me perguntava se tinha entendido e eu apenas assentia com a cabeça que sim, era porque não estava entendendo nada, eu não queria entender, e aquilo doía tanto que dava vontade de gritar e ao mesmo tempo chutar a sua cara. Nenhum sorriso ali era sinônimo de alegria, serviam apenas para esconder os sinais de um futuro choro, eu não conseguia nem olhar pra você e menos ainda falar sobre meus sentimentos, só queria sair logo dali, abraçar minhas amigas e chorar, mas pra piorar você ainda me pediu um abraço, deu vontade de te matar, apesar de querer muito te abraçar e não soltar, mas aquilo não era a atitude mais apropriada naquele instante. Neguei. Com o coração em pedaços. E sorri.

Então, era um adeus oficial, não voltaríamos a nos ver tão cedo a partir dali, você foi embora e eu chorei, não tanto quanto deveria, pois, a raiva era maior que a dor. Enxuguei minhas lágrimas, arrumei meu cabelo, sentei no banco mais próximo e bebi. Bebi todas as suas frases, palavra por palavra, num gole só. E o que me restava era esperar pela ressaca no dia seguinte e agradecer por mais essa lição, que me fez entender que a vida não é como a gente sonha."

Leia também

6 comentários

  1. que leitora cheia de talento xd
    fim de relacionamento imagino que não deve ser algo fácil, e que deve doer muito processas cada justificativa para o adeus.

    Com carinho, Hina | Aishiteru em Contos |

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Hina *-* É verdade, deve ser muito complicado mesmo :/ É muito difícil dizer adeus pra alguém quando na verdade ainda gostaríamos de ficar...

      Excluir
  2. Que texto lindo ♥ Ela escreve super bem e de uma forma super leve. Aliás, é sempre bom abrir um cantinho para quem nos lê, não é? Tá maravilhoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Kelly! Também achei a mesma coisa. É sim, muito bom receber textos de quem lê os nosso também ♥ Tenho certeza que ela ficou muito feliz com o teu comentário.

      Excluir
  3. Nossa Mari, ela mandou super bem. Brincou de escrever cara.
    Ficou um encanto, mesmo com aquela pitadinha de adeus que faz o coração doer um tantinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também amei o texto, Cami ♥ O adeus é sempre muito dolorido, e não o deixa de ser mesmo em um texto, né?

      Excluir

Postagens Populares

Inscreva-se