Slide

Sobre os amores e desamores modernos

segunda-feira, agosto 17, 2015


Há quem diga por aí que a nossa geração está perdida. A geração do desapego, a geração do eu-não-me-importo-com-você. Vivemos em um mundo de paixões efêmeras, de meros status de relacionamento no Facebook com data pra começar e prazo de validade. Vivemos em um mundo no qual é preciso esfregar a felicidade na cara dos outros, porque ela por si só não se basta. Ela precisa ser exibida em pelo menos duas redes sociais.

Vivemos em mundo policiado, comprimido. Você não pode responder alguém em menos de cinco minutos - não se mostre interessado! - e muito menos deixar os dois tiques azuis do whatsapp. Tem que ficar online, mostrar que tem outras prioridades. Estar apaixonado é se diminuir. É ser fraco demais pra esse monte de gente que enche o peito pra falar que é sem carinho.

As regras nos são ditadas, e mesmo sem querer, abaixamos a cabeça para elas. Terminou com o namorado? Posta foto na balada mostrando que superou, mesmo que ainda desidrate chorando todos os dias. Está com vontade de falar com ela? Não fala. Espera ela chamar, não demonstre o seu querer. Exibir os sentimentos se tornou algo feio, virou sinônimo de ser vulnerável. O apego se tornou desprezível. O amor se tornou coisa do século passado. Ter atitude é dar em cima de todas e não querer nenhuma. O cara sem atitude é o que convida uma lá de vez em quando pra ir ao cinema e não pega quase ninguém.

Os amores de hoje são os superficiais. São os que não transbordam, que sequer podem ser chamados de amores, algo que deveria ser simples e genuíno. São os amores que ficam contidos no íntimo de nós, seres humanos e escravos da sociedade que estamos nos tornando. Nos ensinam que devemos prezar mais pela balada de sexta cheia de homens e mulheres de uma noite só do que por uma pizza e uma cerveja compartilhada com alguém especial na quinta-feira à noite. Pasmem, alguém especial. 

Admito, muitas vezes já fiz jus à essas regras cuspidas pelo mundo medíocre em que vivemos. Mas não tenho vergonha alguma de admitir: se for pra eu me apaixonar, que me apaixone. Se não for, um dia será. Não estou dizendo que ninguém pode ser feliz sozinho. É claro que pode. Seja o que você quiser, ame se quiser, fique com quem quiser. Não devemos satisfação a ninguém além de nós mesmos. Mas não negue algo que talvez, e provavelmente você não é. Liberte-se dos padrões.

O que quero dizer é que as pessoas precisam se permitir estarem apaixonadas. Precisam deixar o orgulho e o egocentrismo de lado e admitirem que podem ter o coração - supostamente de pedra - acelerado por alguém. A gente precisa parar de tentar não se importar, porque todo mundo se importa. A gente precisa parar de tentar desamar em um mundo que já não sabe mais amar.



Leia também

23 comentários

  1. Tudo que voce falou e verdade, ainda bem que eu e o meu namorado nao somos assim, ele as vezes fica horas sem me responder pois esta a joga e eu nao fico chateada, afinal em uma em uma ela cada um tem que ter seu próprio espaço, uma relação e a três : eu, ele é nós.

    Com carinho, Hina | Aishiteru em Contos |

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Hina! Acho isso muito importante em uma relação, cada um ter o seu espaço. Muita gente pensa que hoje em dia temos que ter controle sobre a vida de todo mundo, mas a nossa vida particular é uma coisa que diz respeito a nós e mais ninguém. Certíssimo o que tu colocou, uma relação a três. É bem isso.
      Beijos <3

      Excluir
  2. Apesar de ter só lido verdades sou daquelas que acreditam nas pessoas.
    Faço questão de fugir a regra e ensinar meus filhos que amor só se vive amando.
    Beijos
    ♥ Te Conto Poesia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E é disso que precisamos, de mais gente que acredite nas pessoas! Dar amor e amar é a coisa mais importante nas nossas vidas, e não podemos nos privar disso.
      Beijos <3

      Excluir
  3. Muitas verdades estampadas no seu texto. No fundo muita gente só se importa com aparências, em fazer algo para mostrar (ou não mostrar) a outros.
    Achei muito válida a reflexão. Vamos nos permitir!
    Beijos!
    eusuponho.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado :) É, infelizmente isso tem se tornado algo cada vez mais comum. Ficar exibindo tudo o que faz por aí pra mostrar que estar feliz, e nem sempre é bem assim. E vamos nos permitir sim <3
      Beijos.

      Excluir
  4. Ótimo texto Mariana! Verdade, eu também procuro fugir dos padrões impostos pela sociedade. Acho que somos bem mais felizes assim, sendo nós mesmos sem ficar a dever satisfações aos outros. Um beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada dinda. Com certeza, temos que ser nós mesmos sempre em um mundo que quer, acima de tudo, impor como devemos ser. Beijos!

      Excluir
  5. Ai Mariana que texto necessário esse seu. A gente vive num mundo onde existe um desamor tão grande que uma das armas que temos para lutar contra isso é justamente o amor, o afeto, o respeito...muito lindo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai muito obrigada Marcela! O que tu disse é a mais pura verdade. Precisamos de mais amor nesse mundo, porque está cada vez mais em falta, infelizmente :(
      Beijos.

      Excluir
  6. Sei melhor texto que já li até hoje. Caraca, você disse qtudo que muitos de nós pensam, mas não consegue por em palavras, e fez isso com maestria. Muito lindo, Mari, de verdade.
    É como eu sempre digo, o mundo já tem ódio demais pra gente se privar de amar! Essas "normas sociais"são um saco, perde toda naturalidade da coisa. O amor torna-se apenas um jogo de sedução, que uma hora perde o mistério e com ele, a graça. O amor é mais que isso, tem que ser!
    Mil beijossss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah obrigada <3 Estou tentando me arriscar a fazer outros estilos de texto, não tão românticos como os que costumo fazer. Então fico feliz que tenha gostado!
      É verdade, o mundo está tão cheio de coisas ruins... por que não tentar melhorar colocando mais um pouquinho de amor? As formas de amar de hoje estão sendo vistas de forma diferente, parece que não tem aquela coisa que supostamente deveria ter. Ainda não sei bem definir o que é, mas as pessoas estão tentando cada vez mais deixar os seus sentimentos de lado, e isso é triste.
      Beijoss!

      Excluir
    2. Meu comentário saiu todo errado pq estava no celular kkk ia deixar para comentar depois, mas não resisti. E sim, gostei muito ♥
      Exato.
      PS: Muito orgulho de ver você crescendo *-*

      Excluir
  7. Eu concordo cm quase tudo que disse, menos com a parte do apego. Desapegar é bom, e nos faz um bem enorme quando necessário, mas se realmente estamos com alguém e se realmente gostamos de alguém, se apegar é tudo. Teu texto ficou incrível ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kelly, tu por aqui <3 É verdade, muitas vezes é preciso desapegar para ficarmos bem com nós mesmos. Só acho que a necessidade de estar desapegado - algo que vem sido promovido atualmente - é algo ruim, pois muitas pessoas pensam que é sinal de fraqueza querer estar com alguém. Mas também, é claro, temos que nos bastar! Obrigada pelo elogio :)

      Excluir
  8. Concordo com tudo que disse.
    As vezes não nos permitimos sentir algo por alguém por medo dos "patrões",temos que ser mais livres,desprender do mundo e viver nossas vidas sem dever nada a ninguem,porque na realidade não devemos.
    Amei o texto *-*
    http://karoline-o-meu-melhor.blogspot.com.br/2015/08/nao-espero-principe.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí Karol, temos que ser livres e agir como tal! Devemos ser felizes do nosso jeitinho, sem tentar agradar ninguém. Muito obrigada pelo comentário <3

      Excluir
  9. Tudo tão verdade! Mas, felizmente, ainda existem pessoas que fogem às regras!

    ResponderExcluir
  10. Meu Deus, seu texto ♥ ♥
    É perfeito, é tudo o que penso e é tudo o que realmente acontece.
    Acho ridículo quando uma pessoa fala que não vai chorar porque é fraqueza, cara...E uma coisa que eu também não gosto é ficar postando ou falando pra todo mundo as minhas conquistas ou se estou com alguém, porque junto com um "parabéns" vem uma praga KSOAKS
    Beijoos

    Blog: Café Com Babis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo carinho, Babis <3
      Ai, eu também acho! Chorar é humano, faz parte de cada um de nós. Só mostra que temos sentimento, como qualquer pessoa tem. É verdade, pior que sempre tem alguém de olho, né? Isso é triste hahaha. Sempre tem alguém que não consegue ficar feliz com a nossa felicidade.
      Beijos :)

      Excluir
  11. "Exibir os sentimentos se tornou algo feio, virou sinônimo de ser vulnerável" Só se tornou isso, pois não se sabe mais se expressar... Estamos melhorando nas palavras e regredindo no que não é tão verbal, no que é perceptível. Em meio a tantos estímulos, estamos ficando verdadeiramente perdidos... Não se sabe se corre com a multidão, ou contra ela; se se abaixa e chora; se paralisa; se se toma alguma atitude impensada mesmo e seja o que Deus quiser; se deita no chão em posição fetal e fingi que nada está acontecendo e que você não existe...
    O não saber, nos cega e impede de tentar; mesmo que seja da forma brega ou incomum de nos expressarmos. Mais do que expressar, estamos passando a vida, a infância, sem aprendermos a sentir, o que é pior ainda; pois não saber expressar ainda se dá jeito... Mas não sentir... Só com muito trabalho!
    Blog Seja Frugal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Sarah. Sem palavras pro teu comentário, tudo está acontecendo exatamente assim. Ninguém mais sabe como agir, o que sentir... acho terrível que a sociedade esteja crescendo desta forma, apoiando o desapego, o não-sentir. Precisamos de mais amor <3

      Excluir

Postagens Populares

Inscreva-se