Slide

Quando eu te empurrar, me empurre de volta

quarta-feira, agosto 05, 2015

Foto: Brandon Woelfel


Para ler ao som de: Arctic Monkeys - Stop The World I Wanna Get Off With You


Você me pediu para ter calma. Pediu-me passos curtos, longos minutos e doses de paciência. Pediu-me a falta de um sentimento que em mim sobrava, distribuiu uma frieza que a mim não cabia. Deu-me silêncios demasiados. Palavras curtas. Mensagens vazias.

Eu pedi por mais dias contigo. Quis saber qual era a tua música preferida e por que tu tem essa mania engraçada de levantar as sobrancelhas quando me conta alguma coisa. Pedi por uma mensagem legal no meu aniversário, mas ao menos recebi os parabéns. Fui até pesquisar o teu signo pra ver se combinava com o meu - talvez em algum universo paralelo, tenhamos sido feitos um para o outro - mas não fiquei muito satisfeita. Acho que nem os astros querem colaborar ao nosso favor.

Não sei se você tem algum problema com relacionamentos - eu também tenho -, mas a gente pode fazer errado mesmo. Juro que não me importo. Mas para de olhar pro nada, olha pra mim. Tira esse olhar perdido da cara e o corpo do teu quarto, e faz alguma coisa. Não adianta ficar olhando pra esse celular e não mandar uma mensagem. Ela não vai se escrever sozinha.

Você é inverno, eu sou verão. Eu grito, você sussurra. Quero te ver esboçar alguma reação, e não ficar parado aí, amor. Quero te dar um empurrão e quero que tu me empurre de volta, não que abaixe a cabeça. Quero gritar contigo e ouvir um xingamento, não ficar à mercê do silêncio. Preciso dizer que quero te ver e ouvir um "vem aqui amanhã", e não um "a gente marca". É pra ontem, querido. Não é pra amanhã nem pro mês que vem. A calma eu perdi no meio do caminho que percorri só pra te ver.

Talvez eu tenha ido com sede demais ao pote, como dizem. E sede volta, não volta? Ah, e digo e repito: eu sinto demais. É 8 ou 80, sem meio-termo. E entre nós, meu bem, já constatei que estou no auge do querer. 

Agora se arruma, que a gente vai sair. Não é na próxima semana, é hoje mesmo. E anda logo, porque eu tenho pressa. Já esperei demais, e precaução eu tenho pouca. Imprudência, muita.


Leia também

10 comentários

  1. Adorei!!!
    Sério. Primeiro já me conquistou por ter Arctic Monkeys como trilha, eles e The Smiths tem todo meu coração. Segundo porque esse texto foi demais para meus pulmões.
    Parabéns.
    Beijos
    ♥ Te Conto Poesia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ca, significa muito pra mim :) Também amo Arctic, é uma banda incrível!
      Beijos <3

      Excluir
  2. Sempre manda bem demais, Mari! Incrível, é isso mesmo, não dá pra ser meio termo, ninguém merece o morno, a indiferença. Gritando ou sussurrando, o importante é sentir! Um beijo e poste mais textos seus, eles são muito bons!

    Café Beira de Estrada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigaada Reb <3 É verdade, morno não adianta de nada... gosto de gente que faz a gente se sentir lá nas alturas, mas que se sinta nas alturas também. Beijos, e postarei sim :)

      Excluir
  3. Que texto UAU! Adorei Mari, confesso que sou meio suspeita nos elogios, já que amo todos os seus textos, mas definitivamente você tem ficado cada vez melhor, se é que isso é possível <3

    Parabéns :3 | Kissu | http://um1diariogeek.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que coisa fofa hahaha muito obrigada Fê, estou sempre tentando melhorar, e fico feliz que esteja conseguindo então <3 Obrigada de verdade, significa demais pra mim.
      Beijos!

      Excluir
  4. Adorei!
    Já vivenciei uma relação que se identificava muito com isso que você escreveu. E olhe... Se ele não der sinal de vida, de ação, é hora de abrir mão e deixar o tempo correr.
    O tempo é o detentor das maiores surpresas da vida! ;)



    Magda
    psicoflores.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado Magda :D
      É verdade, também não dá pra ficar esperando pra sempre. Não adianta o sentimento ser em via única, e o tempo acaba curando tudo. É mesmo uma caixinha de surpresas!
      Beijos.

      Excluir
  5. Que inspirador. Me lembram coisas fúteis, mas amei recordar lendo esse lindo texto com essa música de fundo que nos leva um espaço paralelo em memorias.
    Beijos.
    http://euablogueirapobre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelos elogios <3 Gosto muito dessa música, sempre me faz viajar hehe.
      Beijos!

      Excluir

Postagens Populares

Inscreva-se