Slide

Não me peças pra ficar

quarta-feira, janeiro 28, 2015


Não me peças pra ficar. Não me faças este pedido com olhos tristes e cheios de um amor que não te pertence, meu bem. Tu sabes que eu nunca resisti a isso. Pega na minha mão e me dá um beijo teu, daqueles que transbordam aconchego, desejo e paz. Que tiram o fôlego que tu tiras todos os dias de mim.

Não me peças pra ficar. Me leva de acompanhante na viagem pra tua mente, e me deixa ser a tua trilha sonora, mesmo que meio desafinada. Me deixa bagunçar a tua cama, teus pensamentos e o teu cabelo. Compra uma pizza, traz pra mim a tua imponente presença e me deixa dividir uma cerveja e o cobertor contigo. Assim como as últimas horas da sexta-feira.

Não me peças pra ficar. Coloca aquela tua camisa branca e permita-me desabotoá-la. Solta o teu sorriso mais exuberante e deixa-me sorrir para ele. Deixa eu me extasiar pelo teu perfume, que tomou conta de todo o quarto e agora toma de mim. Deixa eu te olhar com esse olhar de criança enquanto tu falas alguma bobagem. Põe um filme qualquer e ri comigo, mesmo que não tenha graça alguma, e mesmo que tu estejas cansado das minhas irrelevâncias.

Não me peças pra ficar. Exibe pra mim o teu olhar mais sacana, tuas palavras surpreendentemente doces e o teu jeito homem-menino de ser. Reclama do meu batom vermelho e me beija mesmo assim. Deixa eu me extasiar por ti, porque tu, querido, tomastes conta de mim.

Não me peças pra ficar.
Fica.

Leia também

0 comentários

Postagens Populares

Inscreva-se